segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O cão sem dono.

Tem esse cachorro que apareceu na rua. Não segue ninguém nem abana o rabo com insistência nem lambe a mão nem acompanha até a porta. Nem fica nesta rua. Fica pelo bairro. Ou pela cidade. Hoje uma senhora com óculos de aro cor de rosa achou uma calamidade um cachorro solto pelas ruas, sem dono. Sorriu com seus dentes amarelos, ameaçou adotá-lo. Disse ser difícil criar vira-latas porque eles sempre fogem, mas ela não desiste, "faço a minha parte". Cada um deseja ao próximo o que tem para si. Tempos difíceis para um vira-lata libertário.