segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Alguém para coçar as suas costas.

O amigo ranzinza que não assiste a filmes de países sem água potável sempre dizia que precisava encontrar uma pessoa que coçasse as costas dele, enquanto se esfregava nos batentes até algum amigo se solidarizar. E hoje, com as costas aliviadas sempre que preciso, entendo o quanto tanta coisa parte daí [é o que eu diria a você, S.].